GEOLOGIA E GEOQUIMICA DO DEPOSITO DE NIQUEL SULFETADO DE BOA VISTA, GREENSTONE BELT DE CRIXÁS, GOIÁS

CARLOS N. COSTA JR., CESAR F. FERREIRA FILHO, GRANT A. OSBORNE, SYLVIA M. ARAUJO, RENAN O. LOPES

Resumo


O deposito de sulfeto de níquel de Boa Vista está localizado na extremidade noroeste do greenstone belt de Crixás. O depósito está associado a uma estreita sequência de rochas metavulcânicas máficas e ultramáficas com 7 km de extensão e direção geral E-W. Embora essa sequência de rochas vulcânicas tenha sido submetida à deformação e metamorfismo regional, feições primárias estão ainda preservadas em low-strain zones. Dois tipos de derrames ultramáficos são reconhecidos (derrames com textura spinifex e derrames não diferenciados). As rochas ultramáficas apresentam feições texturais e geoquímicas diagnósticas de derrames komatiíticos. O teor de MgO (22,1 a 28,7 % peso) em derrames com textura spinifex e derrames não diferenciados é característico de komatiitos peridotíticos. Variações geoquímicas entre os elementos maiores indicam a importância da cristalização fracionada de olivina. A dispersão dos dados geoquímicos sugere alterações na composição química primária durante o metamorfismo regional. A mineralização sulfetada está restrita a base de uma sequência metavulcânica ultramáfica sobreposta à uma sequência metavulcânica máfica. A espessura do horizonte mineralizado é variável mas geralmente nao ultrapassa alguns metros. Quatro tipos de minério são reconhecidos no depósito de Boa Vista. Esses tipos compreendem, em ordem decrescente de abundância, minério venulado, minério disseminado, minério maciço e minério silicate ocluso. A mineralogia do minério sulfetado e característica de sulfetos magmáticos associados à komatiitos. O minério consiste essencialmente de pirrotita ( 70 % do volume) associada a pentlandita e calcopirita e com magnetita e esfalerita como acessórios. O minério sulfetado de Boa Vista tem teores de Fe-Ni-S compatível com uma origem magmática. Análises geoquímicas do minério sulfetado recalculadas para 100% de sulfeto têm composição no campo da monosulfide solid solution à elevadas temperaturas. A razão Ni/Cu do minério sulfetado e elevada (± 10) e comparável com a maioria dos depósitos de sulfeto associados a komatiitos do arqueano. O depósito de Boa Vista representa a primeira oportunidade de estudo do ambiente formador de depósitos de níquel sulfetado no greenstone belt de Crixás. Depósitos de sulfeto de níquel associados a komatiitos estão geralmente confinados a unidades ultramáficas específicas nas sequências do tipo greenstone belt mineralizadas. Desta forma, estudos geológicos e petrológicos no depósito de Boa Vista podem subsidiar a prospecção mineral nos extensos terrenes do tipo greenstone belt do Brasil central.

Palavras-chave


Komatiito; Níquel; Sulfeto; Greenstone belt; Crixás.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.