VERSATILIDADE DO USO DE DADOS GEORREFERENCIADOS NA CARACTERIZAÇÃO DA DECLIVIDADE DE BACIAS HIDROGRÁFICAS: IMPLICAÇÕES METODOLÓGICAS

Carulina Gomes de MENEZES, Jorge Luiz STEFFEN, Isabel Kaufmann de ALMEIDA, Thiago Ferreira SANCHES

Resumo


Nos estudos hidrológicos o uso de dados georreferenciados é rotineiro, nesse escopo, o objetivo desta pesquisa consistiu na aplicação e avaliação qualitativa de três metodologias utilizadas para a descrição da declividade de uma bacia hidrográfica a partir do mesmo conjunto de dados georreferenciados. Dados vetoriais e raster georreferenciados, referentes a uma bacia hidrográfica urbana de 8,5 km², foram trabalhados em ambientes de Sistemas de Informações Geográficas e de Desenho Auxiliado por Computador, sendo seus atributos sujeitados a cálculos de declividade média pelos métodos de Granell-Perez, das quadrículas associadas a um vetor e por meio da elaboração de uma carta de declividade. Constatou-se que das três metodologias a de Granell-Perez é a que se mostra mais prática e produz bons resultados, já o método das quadrículas é muito susceptível a percepção do operador, o que pode levar a resultados tendenciosos e com relação à carta de declividade são necessários conhecimentos prévios na área de geotecnologias, contudo, trata-se do melhor método para identificar regiões com diferentes nuances de declividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank