CARACTERIZAÇÃO DE DISPONIBILIDADE HÍDRICA E COMPARAÇÃO DE METODOLOGIAS DE REGIONALIZAÇÃO DE VAZÕES

Sabrina Kodjaoglanian Martins MOLINA, Isabel Kaufmann de ALMEIDA, Jorge Luiz STEFFEN, Teodorico ALVES SOBRINHO

Resumo


Neste trabalho procedeu-se à caracterização da disponibilidade hídrica, tendo como referência de estudo a Bacia Hidrográfica do Rio Amambai, tributário do Rio Paraná, localizada em Mato Grosso do Sul. Para tanto, estudaram-se as precipitações médias anual e mensal, contribuição potencial e real para os afluentes diretos do rio principal, coeficiente de deságue, bem como as vazões mínimas de referência Q7,10, Q90 e Q95. Fez-se a regionalização de vazões mínimas com base em três metodologias distintas: utilização de técnicas de interpolação e extrapolação automáticas em ambiente de Sistemas de Informações Geográficas (SIG), vazão específica e conservação de massas. Constatou-se no estudo que as precipitações e vazões específicas médias diminuem da nascente para a foz da bacia. Pode-se concluir que: a Q95, para os períodos anuais, é a vazão de referência mais adequada para regionalização de vazões mínimas na bacia; o método de regionalização baseado na conservação de massas é o que melhor representa o comportamento das vazões mínimas em bacias com escassos registros hidrológicos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank