ANÁLISE GEOAMBIENTAL DOS AMBIENTES DA PLANÍCIE ALUVIAL DO ALTO CURSO DO RIO PARANÁ: FRAGILIDADE E IMPACTOS AMBIENTAIS RELATIVOS AO DESENVOLVIMENTO DO USO TURÍSTICO

Valdecir GALVÃO, José Cândido STEVAUX, Antonio Roberto SAAD

Resumo


O Brasil possui a maior reserva hídrica do mundo que representa cerca de 16% das reservas mundiais, que incluem os maiores recursos superficiais e subterrâneos (aquíferos). As atividades turísticas em ambientes fluviais vêm se desenvolvendo rapidamente em todas as regiões do Brasil. Nas regiões sudeste, sul e centro-oeste do Brasil, o seu principal rio, o rio Paraná, possui um dos maiores potencias hidrelétricos do mundo, detém inúmeras Usinas Hidrelétricas (UHT) inclusive a UHT de Itaipu, a maior do país. A área de estudo situa-se próximo à tríplice fronteira dos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo, nos municípios de Porto Rico e São Pedro do Paraná (Distrito Porto São José), Marilena e Querência do Norte no estado do Paraná. As diversas atividades turísticas na região utilizam os diferentes subambientes da planície aluvial do rio Paraná, desenvolvendo atividades de turismo fluvial e turismo de pesca. Com o crescimento do turismo relativamente recente na região, acredita-se que a atividade turística intensifique-se ainda mais a ponto de colocar em risco todo o sistema ecológico da planície aluvial, necessitando de estudos sobre a fragilidade ambiental e seus possíveis impactos ao local e seu entorno. Nesse contexto o presente trabalho tem como objetivo central, elaborar uma análise geoambiental do alto curso do rio Paraná, nos estados do Mato Grosso do Sul e Paraná, com a finalidade de identificar e caracterizar os subambientes fluviais mais favoráveis ao interesse turístico, determinar qual é a fragilidade ambiental da área e qual o tempo de resiliência que os subambientes possuem, identificando quais os impactos podem ser decorrentes da atividade turística com finalidade do desenvolvimento turístico com mínimo impacto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank