ANÁLISE ESTATÍSTICA ESPACIAL APLICADA A CONSTRUÇÃO DE SUPERFÍCIES BATIMÉTRICAS

Thyago de Almeida SILVEIRA, Jose Luiz PORTUGAL, Lucilene Antunes Correia Marques de SÁ, Saulo Roberto de Oliveira VITAL

Resumo


Nas ultimas décadas os Sistemas de Informações Geográficas (SIG) tem sido incorporados no gerenciamento de zonas costeiras e oceânicas. Esses sistemas permitem a criar mapas e cenas de visualização tridimensional, de forma a obter uma produção mais realista da morfologia do fundo do mar. Face às inúmeras possibilidades de aplicação de modelos de interpoladores em amostras pontuais resultantes de levantamentos batimétricos, torna-se difícil escolher qual interpolador irá gerar a superfície que mais se aproxime da superfície real. Nesse trabalho, é apresentado um estudo estatístico que procurou estabelecer qual interpolador reproduz mais fidedignamente à morfologia da plataforma continental interna, adjacente aos municípios de Paulista, Olinda e Recife. Foram implementadas as interpolações Inverso da Distância Ponderada, Polinomial Local, Funções de Base Radial, Polinomial Global e Krigagem. Os resultados das análises estatísticas indicaram que não existem diferenças significativas entre o Polinomial Local, Funções de Base Radial e Krigagem. Portanto, qualquer um desses três métodos pode ser recomendado. Entretanto, por ser o único interpolador capaz de minimizar tendências e espacialisar a distribuição da variância dos pontos interpolados sobre uma superfície, optou-se por selecionar a Krigagem como o interpolador mais indicado na representação tridimensional da área em estudo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank