A INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA E SUAS INFLUÊNCIAS NA SEDIMENTAÇÃO COSTEIRA NA VILA DO PECÉM, CEARÁ, BRASIL

Christiano MAGINI, Antonio Harildes Oliveira MARTINS, Erasmo da Silva PITOMBEIRA

Resumo


O objetivo deste trabalho utilizando imagens temporais e perfis de linha de praia, é mostrar os efeitos das edificações portuárias no transporte de sedimentos no entorno do Porto do Pecém e da porção costeira da Vila do Pecém. O modelo de construção do terminal, com uma porção offshore, ligado ao continente por estrutura vazada, permite o transporte de sedimentos. Pela análise de imagens de satélite e pelo monitoramento constante realizado através de perfis de praia, percebeu-se que a situação praia da Vila do Pecém está sob influência atual de aporte de sedimentos. Podemos concluir ao final do trabalho que o Terminal Portuário foi uma obra que auxiliou no avanço da linha de praia, promovendo um recuo do mar, amenizando ondas em tamanho e intensidade. Este efeito criou uma proteção para a vila, confirmado pelo grupo da Japan International Cooperation Agency que constatou nos últimos 30 anos um recuo do litoral cerca de 60 m, no trecho entre a Ponta do Pecém e a Vila do Pecém. Isto significa um recuo de, aproximadamente, 2 m por ano. O monitoramento continua e a vila atualmente encontra-se protegida de antigos processos erosivos que sofria. Portanto o impacto ambiental do porto, suas estruturas sob a vila é positivo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank