PETROGRAFIA E LITOGEOQUÍMICA DO MAGMATISMO TRAQUI-ANDESÍTICO DE GOUVEIS (MG): IMPLICAÇÕES GENÉTICAS E TECTÔNICAS

Alexandre de Oliveira CHAVES, Tânia Mara DUSSIN, Friedrich Ewald RENGER, Mario Luiz de Sá Carneiro CHAVES

Resumo


Uma rocha ígnea porfirítica, metamorfisada em baixo grau e constituída por fenocristais de sanidina e andesina, cristais de epidoto magmático e matriz contendo biotita cloritizada e quartzo recristalizado com extinção ondulante, encontra-se inserida no Complexo de Gouveia (MG). Em termos litogeoquímicos, trata-se de um traqui-andesito metaluminoso, toleítico de alto-K, enriquecido em Pb e empobrecido em Mg, Ti, Zr, e Sr. Apresenta anomalia negativa de Nb, que possivelmente revela magmagênese a partir de uma cunha mantélica (região fonte) previamente modificada por metassomatismo relacionado à subducção. Sua assinatura tardi-orogênica, em conjunto com as características estruturais do Complexo de Gouveia, permitem supor um modelo geotectônico no qual o magmatismo subvulcânico teria ocorrido em uma bacia pull-apart. Esta bacia teria sido gerada em associação ao desenvolvimento de transcorrências sinistrais regionais ao final de um episódio orogenético.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank