FRONTEIRA AGRÍCOLA DO OESTE BAIANO: CONSIDERAÇÕES SOBRE OS ASPECTOS TEMPORAIS E AMBIENTAIS

Edson Eyji SANO, Clóvis Caribe Menezes dos SANTOS, Euzebio Medrado da SILVA, Joselisa Maria CHAVES

Resumo


O oeste baiano representa uma região típica do Cerrado em termos de produção de grãos com alta produtividade e intensa mecanização. Este estudo apresenta algumas considerações sobre os aspectos temporais e ambientais da ocupação agrícola da referida região. Para isso, foram utilizados dados derivados de imagens de satélite, com uma série histórica de 35 anos. No período de 1985 a 2005, houve um acréscimo de 352% na área plantada com culturas agrícolas. Em contrapartida, a recente adoção de técnicas ambientalmente sustentáveis de manejo de solo e água por grande parte dos produtores tem reduzido os impactos ambientais da região. Esses são os casos da utilização do sistema de plantio direto para reduzir perdas de solo, água e fertilizantes e para aumentar a produtividade das culturas agrícolas e do uso da tensiometria para reduzir a demanda de água relacionada com irrigação de café.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank