ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DAS VARIÁVEIS AMBIENTAIS UTILIZANDO INFERÊNCIA FUZZY E ZONEAMENTO DAS VULNERABILIDADES. ESTUDO DO CASO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO FEIJÃO, SÃO CARLOS - SP

Rogério Coli da CUNHA, Francisco Antonio DUPAS, Nívea Adriana Dias PONS, José Galizia TUNDISI

Resumo


O presente trabalho apresenta a comparação e análise das influências das classes das variáveis ambientais na determinação da vulnerabilidade ambiental da bacia hidrográfica do ribeirão do Feijão, São Carlos - SP (Brasil). Neste estudo foram utilizados dois modelos da fragilidade dos ambientes naturais e antropizados. O emprego da lógica Fuzzy - AHP, com auxílio de sistemas de informações geográficas, permitiu associar os diversos graus de suscetibilidade das classes das variáveis de morfogênese e pedogênese. Com a aplicação das metodologias, realizou-se a sobreposição ponderada dos planos de informação referentes ao relevo, à pedologia, a cobertura do solo, à geologia e pluviosidade, obtendo-se os dois mapas-sínteses da fragilidade ambiental. Os mesmos foram divididos em cinco classes de vulnerabilidade representando um risco de 0 a 100%, gerando-se assim os zoneamentos à vulnerabilidade ambiental com apoio nos índices de dissecação de relevo e nas classes de declividades. As classes instável e instabilidade emergente dos respectivos zoneamentos foram analisadas e comparadas com as variáveis e suas classes de cada modelo aplicado. Esta comparação permitiu observar as influências de cada uma na determinação das diferentes vulnerabilidades ambientais da bacia hidrográfica estudada

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank