ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO TEOR DE UMIDADE NA ABSORÇÃO D'ÁGUA E SUCÇÃO DOS SOLOS EM ESTUDOS DE ERODIBILIDADE

Marla Bruna Melo de MENEZES, Osni José PEJON

Resumo


Neste trabalho observou-se que o grau de saturação inicial estabelece um potencial de sucção matricial (Sm) capaz de orientar o fluxo, absorção e armazenamento da água nos poros do solo. Deste modo, foi possível correlacionar as propriedades de absorção de água com as sucções mátricas de três solos localizados no interior do Estado de São Paulo, ensaiados a diferentes teores de umidade inicial. Após o controle da sucção e umidade, através da Câmara de pressão de Richards, os solos foram submetidos ao Ensaio de Erodibilidade proposto por Nogami & Villibor (1979). Os Índices de absorção (Iabs), de perda de massa por imersão (P) e de erodibilidade (E) obtidos neste ensaio, quando correlacionados com as curvas de retenção de água dos solos, mostraram a influência da sucção matricial no início do processo erosivo. Verificou-se uma tendência de aumento da perda de massa por imersão, consequentemente um aumento da erodibilidade, quanto menor era o teor de umidade inicial imposta (maior sucção). Além disso, as correlações obtidas mostraram-se coerentes com o comportamento dos solos em estudo, permitindo estimar a sucção (Sm) de um solo a partir de grandezas facilmente mensuráveis como o Iabs.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank