CARTOGRAFIA DIGITAL DA ÁREA IMPERMEABILIZADA ATRAVÉS DE CLASSIFICAÇÃO IMAGENS LANDSAT 5 TM: UM EXEMPLO DE ANÁLISE ESPACIO-TEMPORAL NO CONCELHO DE ALMADA, PORTUGAL

Maria Teresa SILVA, José António de ALMEIDA

Resumo


O presente trabalho tem como objectivo apresentar os resultados de uma metodologia expedita, em Sistemas de Informação Geográfica (SIG), destinada a estimar localmente a fracção de área impermeabilizada para várias datas onde se disponha de imagens temáticas de satélite e para uma das quais se disponha da cartografia da ocupação do solo, completa e à escala de pormenor. Na metodologia proposta faz-se, em primeiro lugar, a correlação das áreas impermeabilizadas obtidas pela cartografia em estrutura vectorial da ocupação do solo e classificação da imagem de satélite homóloga (imagem de referência), numa quadrícula de suportes com várias dimensões múltiplas da resolução espacial da imagem de satélite. Posteriormente, após escolhida a dimensão do suporte que melhor representa o compromisso entre o coeficiente de correlação e a resolução espacial dos resultados, faz-se a regressão linear da fracção de área impermeabilizada para as restantes imagens de datas que podem ser anteriores ou posteriores à imagem de referência. Esta metodologia é ilustrada com um caso de estudo na área do concelho de Almada, Península de Setúbal, Portugal. Os resultados mostram as alterações da ocupação do solo entre 1987 e 2001, com destaque para o acréscimo da fracção de área impermeabilizada em consequência do crescimento urbano

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank