Análise paleopalinológica do albiano na Bacia de Campos

Clara Rodrigues Nascimento, José Alexandre de Jesus Perinotto, Mitsuru Arai

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo identificar os conjuntos palinológicos marinhos e continentais da Bacia de Campos e analisar a sua distribuição ao longo das seções geológicas, a fim de testar modelos paleoambientais e paleobiogeográficos. O material palinológico estudado é proveniente dos poços Bonito e Pampo, Albiano, Grupo Macaé. Os grãos de pólen gimnospérmicos Classopollis classoides, Gnetaceapollenites spp. e Equisetosporites spp., todos de caráter xeromórfico, têm alta freqüência no material analisado. As espécies de dinoflagelados mais abundantes foram as cosmopolitas Spiniferites ramosus, Odontochitina operculata e Trichodinium castanea. Quatro espécies de dinoflagelados tipicamente tetianas (Codoniella campanulata, Cyclonephelium vannophorum, Endoceratium dettmanniae e Tehamadinium mazaganense) foram identificadas. Constatou-se aumento na proporção de elementos continentais nos estratos correspondentes ao final do Albiano, concomitantemente à passagem de uma litologia carbonática para uma outra composta por folhelhos e margas. Houve aumento na riqueza de palinomorfos marinhos - da base para o topo - nas seções estudadas, passando de uma biota com baixa diversidade - dominada por palinoforaminíferos - para outra biota mais diversa e com diferentes espécies de dinoflagelados. A integração dos dados micropaleontológicos permite inferir que durante o estabelecimento do Oceano Atlântico Sul a Bacia de Campos recebeu águas provenientes do Mar de Tétis, fato que refuta o modelo clássico da entrada de águas austrais acompanhando a abertura tectónica de sul para norte.

Palavras-chave


Palinologia; Bacia de Campos; Dinoflagelados; Albiano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20150003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.