Registro palinológico de depósitos sedimentares neopleistocênicos do Rio Madeira, Rondônia, Amazônia brasileira

Maria Ecilene Nunes da Silva Meneses, Etiene Fabbrin Pires, Átila Augusto Stock da Rosa, Luciano Artemio Leal, Laís Aguiar da Silveira Mendes, Milton José de Paula, Francisco Edinardo Ferreira de Souza, José Rafael Wanderley Benício, Leomir dos Santos Campos

Resumo


O presente trabalho apresenta um estudo de identificação das assembléias palinológicas de uma camada de sedimentos numa área atualmente dominada por floresta, localizada na Bacia Hidrográfica do Alto Curso do Rio Madeira, na região de influência do Aproveitamento Hidrelétrico (AHE) Jirau, Estado de Rondônia, Amazônia Brasileira. Datações radiométricas pelo método do radiocarbono (AMS) indicam que o registro da camada compreende o intervalo entre 41.350 e 43.500 anos Antes do Presente (A.P.), correspondente ao Neopleistoceno. Os resultados mostram um conjunto de palinomorfos marcado por baixa diversidade polínica, essencialmente dominado por elementos de floresta tropical, e com aumento de tipos polínicos característicos de ambientes úmidos em direção ao topo da camada, como é o caso de Ludwigia, sugerindo provavelmente o desenvolvimento de um brejo. De forma geral, os dados mostram concordância com registros palinológicos de outras áreas estudadas na região da Floresta Amazônica, que indicam a estabilidade do ambiente florestal durante o mesmo período.

Palavras-chave


Palinologia; Neopleistoceno; Vegetação; Estado de Rondônia; Amazônia Brasileira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20120009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
     
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)