A erosividade das chuvas nos planaltos cársticos do Vale do Rio Betari, Iporanga (SP)

José Antonio FERRARI, Rosângela do AMARAL, Gustavo ARMANI, Silvio Takashi HIRUMA

Resumo


Neste trabalho são apresentadas as primeiras estimativas da erosividade das chuvas (EI30) nos planaltos cársticos da bacia do Rio Betari, obtidas a partir da análise de séries pluviográficas. Os resultados possibilitaram ajustar um modelo probabilístico para avaliar a ocorrência de eventos erosivos, bem como estabelecer modelos locais simplificados para o cálculo de EI30 a partir do coeficiente de chuva (RC). Os valores de EI30 mostraram-se inferiores aos estimados pelo modelo tradicionalmente empregado para se inferir a erosividade no Estado de São Paulo.

Palavras-chave


Erosividade; Planaltos cársticos; Rio Betari; Vale do Ribeira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20110001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.