Metais pesados nos sedimentos de corrente, como indicadores de risco ambiental - Vale do Rio dos Sinos, RS

Luis Eduardo Robaina, Milton Luis L. Formoso, Carlos Alberto da F. Pires

Resumo


A área de pesquisa representa uma das regiões do Rio Grande do Sul, com intensas atividades industriais e ocupação urbana. Os metais analisados foram Cu, Cr, Cd, Pb, Zn e Ni. A análise da poluição foi realizada através de quatro relações: concentração total de metais traços nos sedimentos e o nível de base estabelecido nesse estudo; concentração de metais traços na fração disponível e o nível de base; concentração total de metais traços nos sedimentos e os teores médios, conforme dados apresentados na literatura; determinação do Índice de Geoacumulação. Este estudo revela que os processos de urbanização e industrialização estão associados com alta concentração de metais pesados. Os metais Cr, Cu e Zn apresentam risco de muito alto a extremo em algumas drenagens da área. Para a despoluição do rio dos Sinos e seus tributários no futuro é necessário tratar os efluentes antes de chegarem às drenagens.

Palavras-chave


Poluição; Metais pesados; Geoquímica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20020008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.