Efeito do desmatamento e do cultivo sobre características físicas e químicas do solo sob floresta natural na Amazônia Oriental

Paulo Fernando da Silva, Martins Carlos Clemente Cerri, Boris Volkoff, Francis Andreux

Resumo


Foram estudados os efeitos do desmatamento e cultivo anual sobre características físicas e químicas de solos da área experimental do CPATU-EMBRAPA em Capitão Poço (PA). Os solos são Latossolos amarelos e Podzólico-latossólicos. Na área selecionada coexistem situações sob mata natural, vegetação recém-queimada, solos cultivados por um e cinco anos e também em pousio de três anos após dois de cultivo. Em cada situação da seqüência foi descrito e amostrado um pédon e comparado com outros três sob floresta nativa, os quais se distinguem pela drenagem. A queimada ocasiona leves efeitos no solo, exceção feita à serrapilheira, a qual é inteiramente substituída pelas cinzas e resíduos de carvão. Com o aumento do tempo de cultivo, a espessura do horizonte A11 decresce, como resultado do aumento da densidade. O mosqueado aumenta na camada de superfície e alcança o horizonte A3, enquanto que o grau de floculação, que expressa a proporção de partículas de argila não dispersas, diminui. Os resíduos vegetais da superfície do solo desaparecem rapidamente, e o conteúdo de carbono orgânico do solo decresce 14% em todo o perfil, e 24% na camada 0-20cm, após cinco anos de cultivo. A queima é responsável pelo incremento de 2,5 unidades de pH na superfície do solo e pela liberação de bases trocáveis, as quais migram progressivamente no interior do solo, resultando na diminuição do alumínio trocável, mesmo em camadas mais profundas do solo, e depois de cinco anos de cultivo. Após três anos de pousio seguido de dois anos de cultivo, a vegetação foi regenerada, houve acúmulo de resíduos orgânicos, e estímulo da atividade microbiana, com um retorno progressivo às características iniciais do solo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.19900003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.