ANÁLISIS FILOGENÉTICO DE XENARTROS (MAMMALIA) BASADOS EN ELEMENTOS ÓSEOS DEL APARATO HIOIDES: ASPECTOS SOBRE LA MONOFILIA DE GLIPTODÓNTIDOS

MARTÍN ZAMORANO

Resumo


A morfologia e disposição dos elementos ósseos do aparelho hioide preservados em mamíferos fósseis, permitem elaborar hipóteses a respeito de como a língua participa na obtenção, processamento e deglutição do alimento. Tradicionalmente, nas análises filogenéticas dos xenartros, são utilizados caracteres dentários, esqueléticos e moleculares. O que se discute aqui é a possível relevância do uso destes caracteres na filogenia dos xenartros. Uma segunda análise foi feita, forçando o monofiletismo dos grandes grupos tradicionais dos xenartros. Também foi revisado aspectos sobre o monofiletismo dos gliptodontes. Foi construida uma matriz com 15 táxons e 30 caracteres referentes ao aparelho hioide, sendo que nove modificados da literatura existente e 21 originais. As análises foram feitas com o programa TNT, através de uma busca exaustiva. Na primeira análise foi recuperada uma árvore de máxima parcimônia (L=60), (IC=0,75), (IR=0,87), da qual foi calculado os índices de suporte de Bremer e Bootstrap. Nesta primeira análise foi recuperada uma topologia com todos xenartros como grupo natural. Apesar de se considerar a monofilia dos gliptodontes, existem algumas discrepâncias em relação aos grandes grupos de xenartros. Na segunda análise, forçando o monofiletismo, se obteve uma árvore de máxima parcimônia (L=77), (IC=0,58), (IR=0,72). Gliptodontidae foi o único grupo natural presente em ambas as análises e também foi o clado de xenartros com vinculação filogenética mais próxima e com maior confiabilidade.


Palavras-chave


Glyptodontidae; Panochthus; Filogenia; Glyptodon; Aparelho hioide.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2019.1.05

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar