ON MANIRAPTORAN MATERIAL (DINOSAURIA: THEROPODA) FROM VALE DO RIO DO PEIXE FORMATION, BAURU GROUP, BRAZIL

RAFAEL DELCOURT, ORLANDO NELSON GRILLO

Resumo


Terópodes não avianos são raros no Brasil e apenas alguns espécimes foram referidos a Maniraptora. No presente trabalho são descritos restos de um terópode não aviano (DGM 930-R) da Formação Vale do Rio do Peixe, Grupo Bauru, encontrados próximos ao município de Santo Anastácio, São Paulo. DGM 930-R é representado por dois centros vertebrais parciais, parte de uma diáfi se do fêmur esquerdo com linhas de parada de crescimento bem delimitadas (indicativos de habitat com sazonalidade marcada), parte de costela dorsal e outros fragmentos de costelas, uma possível parte proximal do ísquio e alguns elementos não identifi cáveis. DGM 930-R é referido como Maniraptora incertae sedis, possivelmente relatado a Deinonychosauria, pois o centro vertebral mais anterior, com formato de caixa, apresenta a forma da articulação posterior quadrangular. A circunferência do fêmur de DGM 930-R sugere que se tratava de um dinossauro de porte médio (aproximadamente 3 m de comprimento) que compartilhou o mesmo espaço geográfi co com outros terópodes (megaraptores, abelissauroideos e carcarodontossaurídeos) e mesoeucrocodilianos.

Palavras-chave: Theropoda, Maniraptora, Grupo Bauru, Brasil.


Palavras-chave


Theropoda; Maniraptora; Grupo Bauru; Brasil.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2014.3.03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar