DESCRIPTION AND CONTROLS ON DISTRIBUTION OF PLEISTOCENE VERTEBRATE FOSSILS FROM THE CENTRAL AND SOUTHERN SECTORS OF THE COASTAL PLAIN OF RIO GRANDE DO SUL, BRAZIL

ERICK A. CRUZ, SÉRGIO R. DILLENBURG, FRANCISCO S. BUCHMANN

Resumo


O objetivo do presente trabalho é comparar a presença de fósseis de vertebrados pleistocênicos encontrados nos setores central e sul da Planície Costeira do Rio Grande do Sul, quantificando e qualificando-os quanto à tafonomia, e representatividade dos grupos taxonômicos e restos esqueletais. Foi coletado um total de 2.820 fósseis, dentre os quais 95% foram coletados no setor sul e 5% no setor central. Em ambos os setores foram identificadas duas populações de bioclastos: fósseis não-identificados (85%) e fósseis identificados (15%). Foram encontrados os mesmos grupos taxonômicos e restos esqueletais para ambos os setores, com exceção de alguns devido à diferença na quantidade de fósseis coletada. As duas populações de bioclastos identificadas estão relacionadas ao maior (85% não-identificável) ou menor (15% identificável) retrabalhamento pelas ondas. A principal hipótese para a diferença na quantidade de fósseis coletada é a disponibilidade de fósseis na antepraia e plataforma interna. A presença de vários parcéis e registros de paleolagunas e paleocanais fluviais na antepraia e plataforma interna do setor sul indica, provavelmente, as áreas-fonte de onde os restos esqueletais foram uma vez fossilizados e agora estão sendo erodidos.

Palavras-chave


Megafauna; Tafonomia; Quaternário; Evolução costeira.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2016.3.08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar