A JUVENILE SAUROPODOMORPH TIBIA FROM THE ‘BOTUCARAÍ HILL’, LATE TRIASSIC OF SOUTHERN BRAZIL

FLÁVIO AUGUSTO PRETTO, FÁBIO HIRATSUKA VEIGA, MAX CARDOSO LANGER, CESAR LEANDRO SCHULTZ

Resumo


O afloramento do “Cerro Botucaraí” produziu uma fauna diversificada de vertebrados do Triássico Superior, incluindo vários restos de dinossauros, mas a maioria dos espécimes coletados é representada apenas por ossos isolados. Apresentamos aqui uma nova tíbia de dinossauro dessa localidade, particularmente notável por seu pequeno tamanho. Comparações anatômicas e uma análise filogenética suportam uma afinidade do espécime com Sauropodomorpha. Além disso, as análises histológicas em seções transversais do eixo tibial revelaram uma parede óssea muito fina, caracterizada por matriz tecidual com alta vascularização e a ausência completa de linhas de parada de crescimento (LAGs). Estas características sugerem que o espécime estava passando por um crescimento ósseo rápido e ininterrupto antes da morte. De fato, o pequeno tamanho do espécime, a fraca ossificação das extremidades ósseas e a ausência de LAGs indicam que a tíbia pertence a um indivíduo juvenil, algo ainda não registrado para a fauna de dinossauros do Triássico Superior do Brasil.

Palavras-chave


Dinosauria; Sauropodomorpha; Histologia óssea; Triássico Superior; Sequência Candelária.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2016.3.06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar