MEGAFAUNA DO PLEISTOCENO FINAL DE MATINA, BAHIA, BRASIL: SISTEMÁTICA, CRONOLOGIA E PALEOECOLOGIA

LEONARDO SOUZA LOBO, CAROLINA SALDANHA SCHERER, MÁRIO ANDRÉ TRINDADE DANTAS

Resumo


Os fósseis de mamíferos pleistocênicos são bem representados em todo o Nordeste do Brasil. No Estado da Bahia são encontrados em depósitos de cavernas e tanques. O presente trabalho tem como foco o estudo de fósseis de mamíferos provenientes do tanque “Sítio Novo”, Município de Matina, Bahia. Foram identificados sete táxons: Megatheriidae (Megatheriinae, Eremotherium laurillardi), Mylodontidae, Glyptodontidae, Macrauchenidade (Macraucheninae, Xenorhinotherium bahiense), Toxodontidae, Gomphotheriidade (Notiomastodon platensis) e Camelidae. Este depósito é um dos mais diversos registros de mastofauna extinta, conhecido até o momento, para tanques da Bahia. Com base na assembleia estudada e em datações dos mesmos táxons desta e de outras localidades, pode-se sugerir que esta fauna viveu durante o Pleistoceno final.

Palavras-chave


Megafauna; Mamíferos; Paleoecologia; Cronologia; Pleistoceno final; Bahia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2015.2.11

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar