HIDROGEOLOGIA DO DISTRITO FEDERAL: BASES PARA A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS SUBTERRÂNEOS

JOSÉ ELOI GUIMARÃES CAMPOS

Resumo


Em função dos tipos de aquíferos presentes no Distrito Federal e sua limitada capacidade de reservação e circulação, a água subterrânea deve ser utilizada como um recurso estratégico aplicado a setores específicos da economia ou como fonte de abastecimento de pequenos centros urbanos ou núcleos rurais. O contínuo incremento do uso das águas subterrâneas, aliado ao uso e ocupação inadequados do território resultou em uma série de problemas relativos ao aproveitamento dos aquíferos. Dessa forma, é cada vez mais necessário que práticas de gestão sejam desenvolvidas para que o sistema se torne sustentável. Para que o processo de gerenciamento alcance os resultados esperados é fundamental que as práticas sejam integradas e que sejam aplicadas às principais feições funcionais dos aquíferos, incluindo suas funções filtro, reguladora e reservatório. Dentre as práticas a serem desenvolvidas destacam-se a construção adequada dos pontos de captação, a definição de perímetros de proteção sanitária dos poços e áreas de recarga, investimentos em saneamento básico, limitação da impermeabilização de áreas de recarga regionais, aplicação de projetos de recarga artificial de aquíferos, cartografia da vulnerabilidade e risco de contaminação, desenvolvimento de controles com outorga e cobrança pelo uso e maior investimento no conhecimento dos sistemas aquíferos.


Palavras-chave


Água subterrânea; Gestão; Aquíferos fraturados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.