DISTRITO MANGANESÍFERO DE SAÚDE, GRUPO DOM SILVÉRIO - MG: CARACTERIZAÇÃO MINERALÓGICA E PETROGRÁFICA DO PROTOMINÉRIO

VANIA BÜRGER PIRES CAVALCANTE, HANNA JORDT-EVANGELISTA

Resumo


O pouco conhecido Distrito Manganesífero de Saúde da região de Dom Silvério, sudeste de Minas Gerais, foi extensivamente explotado até meados do século passado. O protominério de manganês é constituído por diversos litotipos incluindo gonditos e queluzitos. O estudo mineralógico, de química mineral e a interpretação da gênese do depósito constituem o objetivo desse trabalho. O protominério bandado é composto por  variáveis quantidades de espessartita, redonita, rodocrosita, manganocummingtonita, piroxmangita, tefroíta e pirofanita, além dos minerais não-manganesíferos quartzo, calcita, dolomita, forsterita, diopsídio, biotita, rutilo, titanita, apatita, pirita, calcopirita, cobaltita e niquelina. O bandamento do protominério e a intercalação de quartzitos e metapelitos indicam origem sedimentar com possível contribuição vulcanogênica do Mn. As rochas sedimentares foram metamorfizadas na fácies anfibolito inferior durante o evento tectonometamórfico Brasiliano. Processos tardios levaram à geração de veios compostos por nova geração de silicatos e carbonatos de Mn formados por remobilização metassomática. Evidências de remobilização de As, S, Co, Ni e Sb são indicadas por texturas de substituição envolvendo arsenietos e sulfoarsenietos como niquelina, cobaltita, maucherita e gersdorffita , bem como antimonetos e sulfoantimonetos como breithauptita e hauchecornita, cujo registro não foi encontrado na literatura relativa a outros depósitos de Mn no mundo . A alteração supergênica do protominério gerou os depósitos de manganês de fácies óxido.


Palavras-chave


Manganês; Protominério; Distrito de Saúde; Mineralogia; Petrogênese; Minas Gerais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.