Variações dos isótopos de C e Sr em carbonatos pré e pós-glaciação Jequitaí (Esturtiano) na região de Bezerra-Formosa, Goiás

Carlos José Souza de Alvarenga, Maria Emília Schuteski Della Giustina, Nívea Goulart Carramal Silva, Roberto Ventura Santos, Simone Maria Costa Lima Gioia, Edi Mendes Guimarães, Marcel Auguste Dardenne, Alcides Nóbrega Sial, Valderez Pinto Ferreira

Resumo


Na borda ocidental do Cráton do São Francisco são encontradas rochas carbonáticas no topo do Grupo Paranoá e na base do Grupo Bambuí (Formação Sete Lagoas). Essas duas unidades estão separadas pela Formação Jequitaí, entretanto em algumas localidades a ausência do registro glacial dificulta a identificação desses dois carbonatos. Neste trabalho foram selecionadas duas seções onde os carbonatos estão estratigraficamente controlados para as determinações de isótopos de C, O e Sr, com o objetivo de se estabelecer valores que possam ser utilizados como ferramenta de correlação. Carbonatos do topo do Grupo Paranoá apresentam valores de δ13CPDB positivos variando entre +0,8 e +2,7‰, de δ18OPDB variando em sua maior parte entre -9,0 e -4,7‰ e 87Sr/86Sr com razões entre 0,7063 e 0,7068. A amostra referente ao diamictito da Formação Jequitaí apresenta valores de δ13CPDB de -1,8‰ e δ18OPDB -5,1‰. Nos carbonatos da Formação Sete Lagoas os dolomitos de capa apresentaram valores de δ13CPDB negativos entre -6,0 e -3,2‰, de δ18OPDB entre -9,1 e -5,3‰ e as altas razões de 87Sr/86Sr sugerindo uma anomalia radiogênica de Sr. Calcários e calcários argilosos acima do dolomito de capa iniciam com valores ainda muito negativos (-6,0‰) de δ13CPDB passando gradualmente para valores altamente positivos até +9,2‰. Nesse mesmo intervalo os valores de δ18OPDB variam de -10,1‰ na base para -5,5‰ rumo ao topo da formação e as razões de 87Sr/86Sr mostram dados de boa confiabilidade entre 0,70745 e 0,70758. Os dados obtidos revelam uma diferença significativa na composição isotópica de carbono entre as rochas carbonáticas do Grupo Paranoá e do Grupo Bambuí, o mesmo acontecendo para as razões de 87Sr/86Sr. Os dados isotópicos aqui obtidos fornecem um modelo de boa resolução para o estabelecimento de novas correlações estratigráficas regionais para as unidades carbonáticas dos grupos Paranoá e Bambuí.

Palavras-chave


Isótopos de C; Isótopos de Sr; Dolomitos de capa; Neoproterozóico; Glaciação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.