O peridotito cromitífero de Santa Luz e diques máficos associados, Bahia-Brasil: remanescentes de um ofiolito transicional relacionado ao greenstone belt paleoproterozóico (>2.1Ga) do rio Itapicuru?

Elson Paiva Oliveira Paiva Oliveira, Mônica Escayola, Zorano Sergio Souza Souza, Juliana Finoto, Marcelus Glaucus de Souza Araújo, Neal Mcnaughton

Resumo


O complexo peridotítico de Santa Luz ocorre no Bloco Serrinha (NE do Cráton do São Francisco), aproximadamente entre gnaisses do embasamento arqueano e rochas supracrustais do greenstone belt do Rio Itapicuru. Ele contém serpentinitos, harzburgitos serpentinizados, cromititos maciços, faixas gabróicas e diques/veios de anfibolitos. Todo o conjunto é cortado por pegmatitos e aplitos. A associação máfica e ultramáfica é interpretada como percolação de magma basáltico em peridotitos do manto. Os cromititos maciços apresentam química mineral e padrões de elementos do grupo da platina semelhantes aos de cromititos de ofiolitos. O complexo é mais antigo que 2085 ± 12 Ma e mais novo que 2983 ± 8 Ma, idades obtidas respectivamente em dique aplítico e gnaisse bandado encaixante. O complexo peridotítico de Santa Luz e os diques máficos associados podem ser relacionados à fase rifte de uma margem continental pobre em magma, a qual evoluiu para a abertura de um oceano e posteriormente se fechou para finalmente formar o greenstone belt do Rio Itapicuru durante colisão continental no Paleoproterozóico.


Palavras-chave


Ofiolito transicional; Rifte de margem continental pobre em magma; Greenstone belt paleoproterozóico; Cráton do São Francisco.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.