Correlação de dados sísmicos multiescala e integração com arcabouço tectônico regional: exemplo da área do Domo de Piratininga, SP

Adriane Fátima de Campos, Sidnei Pires Rostirolla, Marcelo Kulevicz Bartoszeck, Marco Antonio Thoaldo Romeiro, Francisco José Fonseca Ferreira, Hung Kiang Chang

Resumo


A área de estudo abrange o domínio do Domo de Piratininga, representado por um alto estrutural, com seu ápice definido por um horst limitado por falhas. O objetivo geral deste estudo é estabelecer uma sistemática de imageamento sísmico de alta resolução e comparar com dados sísmicos convencionais, modelos digitais de elevação e dados de métodos potenciais, utilizando uma abordagem multiescala. Informações de subsuperfície compreendem uma linha sísmica com resolução convencional, com cerca de 80km de comprimento, e perfil composto do poço 1-PA-1-SP. A interpretação da linha convencional foi desenvolvida no programa computacional Kingdom (Seismic Micro-Technology), visando identificar os principais horizontes sísmicos e sistemas de falhas. Para testar a hipótese de registro hierárquico multiescala de feições geológicas, foi adquirida uma linha sísmica de alta resolução, paralela e à pequena distância da linha convencional, com cerca de 1 km de comprimento e profundidade de investigação de aproximadamente 360 metros. O processamento foi realizado seguindo um fluxo padrão da técnica de empilhamento CDP, utilizando o programa computacional Vista (Gedco). Também foram utilizados dados altimétricos orbitais da Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) e dados aeromagnetométricos dos Projetos Bauru e Botucatu, para interpretação de lineamentos. As correlações entre horizontes interpretados na linha regional e na linha de detalhe possibilitaram testar diferentes hipóteses para as feições estruturais e estratigráficas imageadas. Da mesma forma, a ampliação do conhecimento em escala de reservatório foi obtida a partir da extração de elementos geológicos hierárquicos em diferentes resoluções. Os resultados permitiram estabelecer a relação entre feições do arcabouço tectônico regional com estruturas interpretadas nos dados sísmicos. Estes resultados demonstram o potencial de aplicação da metodologia multiescala, como forma de facilitar e orientar o estudo de análogos de reservatórios.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.