Avaliação de riscos ambientais no Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas (SP)

Thales Andrés Carra, Fabiano Tomazini da Conceição, Bruno Bernardes Teixeira

Resumo


Considerando o contexto atual de valorização da questão ambiental, o objetivo deste trabalho foi propor e aplicar indicadores para avaliação de riscos ambientais em aeroportos. Para tanto, foram elaborados 19 indicadores sobre armazenamento e manipulação de substâncias perigosas. Tais indicadores representam cinco condições que receberam uma pontuação desde o pior cenário (nível 1) até a condição ideal (nível 5). Os indicadores foram aplicados, em um estudo de caso, no Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas (SP). Os resultados obtidos no estudo de caso apresentaram um desempenho médio equivalente a 2,3 em uma escala de 1 a 5, caracterizando o desempenho como crítico. Posteriormente, foram analisadas as principais fragilidades no gerenciamento de risco ambiental do Aeroporto Internacional de Viracopos, bem como a identificação de boas práticas e soluções ambientais para o desenvolvimento das atividades do empreendimento. Dentre as estratégias de manejo sugeridas, destaca-se a adequação de áreas para armazenamento de substâncias perigosas. De maneira geral, pode-se inferir que os indicadores propostos neste trabalho permitiram avaliar o desempenho na gestão dos riscos ambientais no Aeroporto Internacional de Viracopos e propor ações que visam prevenir, controlar, corrigir e mitigar os impactos ambientais decorrentes de sua operacionalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z0375-75362012000500006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.