Arcabouço estrutural e microestruturas do minério de ferro da jazida Casa de Pedra, Quadrilátero Ferrífero, MG

Barbara Trzaskos, Fernando Flecha Alkmim, Guilherme Zavaglia

Resumo


A Mina de Casa de Pedra, localizada no extremo sudoeste do Quadrilátero Ferrífero, MG, foi submetida a uma investigação estrutural de detalhe, através da qual foi possível conhecer o seu acervo de estruturas, assim como a sua evolução tectônica. Neste estudo procurou-se entender de que forma o arcabouço estrutural da mina influencia nas variações dos atributos intrínsecos de seus componentes: mineralogia, porosidade, granulometria e textura. Foram obtidos os seguintes resultados: unidades expostas na área da mina e arredores foram submetidas a três eventos deformacionais; as frentes de lavra Corpo Oeste e Corpo Principal estão situadas em distintos domínios estruturais e seus minérios exibem diferentes atributos mineralógicos; o minério de ferro proveniente do Corpo Oeste tende a ser mais rico em hematita especular e goethita, com porosidade média de 17%, enquanto que o Corpo Principal tende a ser constituído predominantemente por hematita granular e magnetita, com porosidade média de 20%. Desta forma, pode-se concluir que o arcabouço estrutural condiciona significativamente as características composicionais, texturais e microestruturais dos minérios de ferro.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.