Evolução metamórfica e termobarometria das rochas metamáficas/metabásicas da região de Pontalina - GO

Guillermo Rafael Beltran Navarro, Antenor Zanardo, Fabiano Tomazini da Conceição, Luiz Sérgio Amarante Simões

Resumo


Na região de Pontalina, o Arco Magmático de Goiás é constituído por ortognaisses, metassedimentos, metaultramáficas e metamáficas/metabásicas, geoquímicamente relacionadas a ambientes de arcos magmáticos. As associações minerais relacionadas ao auge metamórfico observadas na região são típicas da fácies anfibolito e foram geradas antes ou durante o estágio inicial do desenvolvimento da foliação principal (Sn). Cálculos termobarométricos mostram que as condições de P e T, para as associações anfibólio + plagioclásio e plagioclásio. + granada + anfibólio em rochas metamáficas/metabásicas, são da fácies anfibolito médio a superior, no campo de estabilidade da cianita. Os resultados indicam que o ápice metamórfico (M1) em fácies anfibolito médio a superior atingiu temperaturas pouco superiores a 700°C, não ultrapassando 775°C, em condições de média pressão (~10 kbar). Os dados termobarométricos e petrográficos relacionados ao metamorfismo indicam um. caminhamento P-T horário para as rochas da região.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.