Classificação regionalizada de dados geoquímicos multivariados provenientes do Complexo Alcalino de Jacupiranga (Vale do Ribeira de Iguape/São Paulo - Brasil)

Paulo M. Barbosa Landim, Talita C. Oliveira Ferreira, Jorge Silva Bettencourt

Resumo


Foi aplicada a análise discriminante para a classificação regional de algumas unidades geológicas existentes no Complexo Ultramáfico- Carbonatítico de Jacupiranga, de idade cretácea, localizado no Sudoeste do Estado de São Paulo/Brasil, e alojado em rochas pré-cambrianas do Grupo Açungui. Já haviam sido identificadas 12 unidades, classificadas segundo o objetivo de beneficiamento do minério, mas neste estudo apenas os carbonatitos foliado (CBF), branco (CBR) e norte (CBN) foram enfocados. Nessas rochas foram obtidos teores dos óxidos SiO2, Fe2O3t, CaO, MgO, P2O5, MnO, SrO, BaO e perda ao fogo em 95 amostras analisadas. Os resultados da análise discriminante, tanto quando mostrados em gráficos a dois fatores, usuais nesse tipo de análise, como em mapas de probabilidade de ocorrência, mostram uma nítida distinção entre os teores expressos pelas unidades CBN e CBF, sendo consideradas distintas. Com respeito à unidade CBR, não está significativamente discriminada de CBF, mas sim de CBN. Tais resultados indicam, com referência aos aspectos mineiros, que CBF e CBN, por constituírem unidades distintas, não podem ser estimadas concomitantemente, pois representam populações diferentes com relação às concentrações de elementos. A unidade CBR tem intima ligação com CBF, verificada tanto em campo como pela análise discriminante, não exigindo, portanto, uma lavra diferenciada.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.