Caracterização de argilas da Depressão do Piraí e da Bacia de Curitiba (PR)

Mário Sérgio de Melo, Thiago Felipe Schier de Melo, Adriana Scoton Antonio Chinelatto, Adilson Luiz Chinelatto, Luiz Alberto Fernandes, Gilson Burigo Guimarães

Resumo


A Depressão do Piraí e a Bacia de Curitiba, situadas no Primeiro Planalto Paranaense, são áreas de ocorrência de sedimentos predominantemente argilosos acumulados em espaços criados por blocos de falhas rebaixados durante o Cenozóico. São áreas pouco estudadas, incluídas no Sistema de Riftes Cenozóicos do Sudeste do Brasil. Até recentemente não se conheciam adequadamente as características e extensão das litofácies e tampouco as propriedades tecnológicas das argilas destas áreas. Este trabalho objetivou estudar as características físicas, químicas e morfológicas de amostras de sedimentos argilosos destas duas áreas. A metodologia utilizada compreendeu caracterização química e mineralógica (microscopia eletrônica de varredura, espectrometria de energia dispersiva, difratometria e fluorescência de raios X, análise térmica diferencial, análise termogravimétrica) e caracterização tecnológica (sinterização, retração linear, perda ao fogo, massa específica e porosidade aparente, absorção de água, módulo de resistência à flexão mecânica). Os resultados indicam a presença predominante de caulinita tanto detrítica quanto diagenética nas duas depressões estudadas. Na Bacia de Curitiba ocorrem também esmectita e ilita de aspecto diagenético. As propriedades tecnológicas determinadas indicam a possibilidade de utilização desses materiais em produtos de cerâmica vermelha e alguns para a produção de pisos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.