Uma câmara de coleóptero (Coprinisphaera) do Cretáceo Superior, Bacia Bauru

Ismar de Souza Carvalho, Diego Evan Gracioso, Antonio Carlos Sequeira Fernandes

Resumo


Na Formação Adamantina (Bacia Bauru, Turoniano-Santoniano) foi identificado o icnogênero Coprinisphaera, sendo o exemplar atribuído à icnoespécie Coprinisphaera cf. C. ecuadoriensis Sauer, 1955. Nos ambientes continentais, as bioturbações podem ser produzidas por diferentes grupos de invertebrados, tais como os nemátodes, anelídeos, biválvios, gastrópodes e artrópodes. As rochas da Formação Adamantina compreendem uma sucessão de arenitos finos, argilitos, siltitos e arenitos argilosos, os quais são interpretados como depositados em barras de canal expostas e planícies de inundação associadas com áreas de ambientes fluviais entrelaçados. Nestes depósitos encontra-se o exemplar atribuído à atividade de coleópteros escarabeídeos, a qual é interpretada como construção para a nidificação desses animais visando a postura e alimentação das larvas, geralmente preservado em paleossolos. A presença de Coprinisphaera na Formação Adamantina contribui com novas informações sobre a distribuição estratigráfica deste icnogênero.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.