Sedimentos carbonáticos bioclásticos do Atol das Rocas, Atlântico Sul Equatorial

Marcelo de Oliveira Soares, Valesca Brasil Lemos, Ruy Kenji Papa de Kikuchi

Resumo


Atóis são recifes que tanto geram quanto acumulam sedimentos carbonáticos. Os carbonatos bioclásticos do Atol das Rocas, Nordeste do Brasil, foram analisados a partir de amostras superficiais de diversos compartimentos ambientais. Os resultados mostram a predominância dos bioclastos de algas calcárias, foraminíferos e moluscos nos sedimentos revelando a dominância destes grupos na bioconstrução do recife e na dinâmica sedimentar da área. Evidências de contribuições alóctones e autóctones na composição sedimentológica do atol e variações na composição ao longo do gradiente sotavento-barlavento são discutidas. Diferente de outros atóis do planeta, o Atol das Rocas apresenta as fácies lagunares com baixa proporção das fácies carbonáticas totais associadas ao recife e baixa frequência de bioclastos de corais escleractíneos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.