Capacidade de sorção de materiais inconsolidados residuais da Formação Botucatu, região de São Carlos (SP), Brasil

Júnio René Toledo Fagundes, Lázaro Valentin Zuquette

Resumo


O transporte de poluentes em meio geológico poroso depende de diversas características intrínsecas dos materiais geológicos (rochas e materiais inconsolidados), dentre elas a sorção, que é o principal fator para a avaliação dos processos de atenuação e retardamento dos poluentes, assim como da recuperação natural e está diretamente relacionada à carga eletrostática dos componentes minerais e dos restos orgânicos. As condições de sorção dos materiais inconsolidados residuais da Formação Botucatu foram estudadas considerando uma solução multicomponente de Na+, K+, Zn++ e Cu++ com concentração total variando de 200 a 1000 ppm, por meio de ensaio em lote. Verificou-se que as isotermas de sorção obtidas experimentalmente para o Cu++ são representadas matematicamente, de maneira mais adequada, pelas equações de Freundlich e Langmuir I, enquanto que para o K+ e o Zn++ pela isoterma linear.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.