Geoquímica e geocronologia de granitóides tipo A da região de Cocalinho, leste do estado de Mato Grosso

Jamil Xavier dos Santos, Rubia Ribeiro Viana, Ana Cláudia Dantas da Costa, Amarildo Salina Ruiz, Gislaine Amorés Battilani

Resumo


Neste trabalho são apresentados resultados preliminares de estudos geoquímicos e geocronológicos de granitos deformados, denominados neste trabalho de Ortognaisse Itacaiu, que afloram na porção leste do Estado de Mato Grosso, a sul do Município de Cocalinho. Os dados geoquímicos de elementos maiores, menores e traços de 09 amostras analisadas, indicaram que essas rochas apresentam um magmatismo evoluído, de composição álcali-granítica, extremamente ácida e diferenciada. Os elevados valores nos conteúdos de Zr e K2O evidenciam que essas rochas têm as mesmas características dos granitos tipo A. Observou-se enriquecimento dos elementos terras raras leves (ETRL) em relação aos terras raras pesados (ETRP) e acentuada anomalia negativa de Eu, sendo esta última feição, indicativa da evolução por fracionamento de plagioclásio. Os dados geocronológicos mostraram valores aproximados de 815 e 667 Ma que podem ser interpretados, respectivamente, como produto de uma herança isotópica e como a idade de cristalização da rocha. Novos dados estão em processo de aquisição para tentar elucidar o posicionamento dessas rochas no contexto regional da área, principalmente em relação ao Arco Magmático de Goiás e a Faixa Paraguai, já que as mesmas estão inseridas entre estas duas unidades.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.