Avaliação da contaminação por metais traço e hidrocarbonetos de petróleo nos sedimentos de um estuário tropical da Baía de Todos os Santos, Brasil

Joil José Celino, Olívia Maria Cordeiro de Oliveira, Gisele Mara Hadlich, Antônio Fernando de Souza Queiroz, Karina Santos Garcia

Resumo


Como parte da avaliação ambiental da baía de Todos os Santos, Bahia - Brasil, no verão de 2005, amostras de água superficial e sedimentos do manguezal foram coletados em cinco locais para determinar a distribuição espacial dos poluentes antropogênicos no estuário do rio Dom João na região de São Francisco do Conde. Sedimentos arenosos com baixo teor de matéria orgânica dominam a área de estudo. Níveis de metais traço indicaram que os sedimentos foram moderadamente poluídos com Cu (média geral: 21,48 +/- 4,76 µg.g- 1 sedimento seco), mas não com Pb (15 +/- 8), Zn (38 +/- 10), Cr (15 +/- 7), Ni (13 +/- 6) e Cd (0,4 +/- 0,2). Dependendo da localização, os hidrocarbonetos totais de petróleo variaram de 1,6 para 10,6 µg.g- 1. A análise da componente principal (ACP) revelou as principais relações entre as variáveis e as estações investigadas e confirmou os resultados analíticos. Análise das componentes principais confirma a distinção entre duas regiões de acordo com a sua qualidade ambiental. Os resultados apontam que quase toda a área apresentou algumas substâncias que podem causar efeitos biológicos nocivos, especialmente na região costeira, onde alguns metais estão acima do nível TEL

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.