Determinação da gênese da cassiterita com base na sua composição química e inclusões minerais: ocorrências no sul e sudeste brasileiro

Ronaldo Mello Pereira, Reiner Neumann, Ciro Alexandre Ávila, Cassiano Castro

Resumo


O presente trabalho apresenta os resultados obtidos através do estudo com MEV-EDS de amostras de cassiterita de uma série de ocorrências e/ou depósitos conhecidos na região sudeste e sul do Brasil. As amostras estudadas derivam de pegmatitos (São João Del Rei e Monte Belo-Capivara), granito a metais raros (Bairro Guaraú), greisen (Bairro dos Correas) e filões greisenizados (Itupeva, Inhandjara e Putunã). Foram determinadas as composições químicas da cassiterita de cada uma dessas áreas e as principais inclusões sólidas nelas hospedadas. A cassiterita de origem pegmatítica pode ser caracterizada por Ta2O5 >; 1% e pela predominância de inclusões de niobo-tantalatos. A cassiterita derivada de greisen e dos filões/veios greisenizados é caracterizada, principalmente, pela presença de inclusões de ilmenorutilo. Podem ocorrer, ainda, ilmenita, wolframita e minerais de bismuto. A cassiterita derivada do granito inclui columbita, columbita-tantalita, ítriocolumbita, ilmenorutilo, ilmenita, óxido de ferro (magnetita), zircão hafnífero e wolframita.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.