OROGENÉSES SUPERPOSÉES DANS LE PRECAMBRIEN DU BRÉSIL SUD -ORIENTAL (États de Rio de Janeiro et de Minas Gerais)

UMBERTO G. CORDANI, JACQUES DELHAL, DOLLY LEDENT

Resumo


Três ciclos orogênicos sucessivos, no Pré-Cambriano, foram definidos por meio de determinações U/Pb, Rb/Sr e K/Ar efetuadas em rochas ígneas e metamórficas da região sudeste do Brasil. Este trabalho confirma os resultados preliminares obtidos pelos mesmos autores para as rochas granitóides da Serra dos Orgãos (que pertencem ao ciclo orogênico Brasiliano, com cerca de 620 m.a.), e para os gnaisses granulíticos da Formação Paraíba do Sul (ciclo Transamazônico, cerca de 2070 m.a.). Para os gnaisses Mantiqueira, considerados a unidade mais antiga da região, novos resultados estabelecem uma idade de aproximadamente 2800 m.a. (λRb87 = 1,47 X 10- 11 anos). A Formação Juiz de Fora possui as mesmas características petrológicas que a Formação Paraíba do Sul, e estaria discordantemente sobreposta aos gnaisses Mantiqueira. Entretanto os dados geocronológicos parecem demonstrar que é, pelo menos em parte, tão antiga quanta aquelas rochas. Finalmente, os resultados demonstram uma redistribuição praticamente completa dos isotopos de Sr entre os minerais de todas as rochas da região, inclusive as mais antigas, durante o ciclo orogênico Brasiliano, no fim do Pré-Cambriano.

Texto completo:

PDF (Français (France))

Apontamentos

  • Não há apontamentos.