PALEOMAGNETISM OF SOME SEDIMENTARY ROCKS OF THE LATE PALEOZOIC TUBARÃO AND PASSA DOIS GROUPS, FROM THE PARANÁ BASIN, BRAZIL

DANIEL A. VALENCIO, A. C. ROCHA CAMPOS, I. G. PACCA

Resumo


Determinações, após lavagem térmica, das direções do magnetismo remanescente de doze amostras de superfície, coletadas em diferentes níveis do Subgrupo tararé (Grupo Tubarão), na área de Mococa, Estado de São Paulo, forneceram um pólo paleomagnético localizado a 57°S, 357°E, α95 = 15°. A posição deste pólo e próxima da de outros pólos paleomagnéticos sul-americanos atribuídos ao Carbonífero Superior, 0 que sugere uma idade equivalente para os sedimentos analisados. Determinações semelhantes realizadas em dezessete amostras de superfície, coletadas em diferentes níveis de Formação Corumbataí (Grupo Passa Dois], na região de Artemis-Piracicaba, Estado de São Paulo, permitiram definir três reversões do campo magnético. Com base nos dados geológicos disponíveis e nas características do Intervalo Neopaleozóico de Polaridade Geomagnética Reversa, interpretam-se as mudanças de polaridade como evidência da idade neotartariane para os sedimentos estudados da Formação Corumbataí. O pólo geomagnético correspondente localiza-se a 86°S, 294°E, α95 = 14°, formando um "grupo de tempo" com outros pólos paleomagnéticos meso e neopermianos da America do Sul.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.