RESULTS OF A HYDROGEOLOGICAL STUDY OF A PRECAMBRIAN KARST AQUIFER IN A SEMI-ARID REGION FROM MINAS GERAIS, BRAZIL

ADELBANI BRAZ DA SILVA

Resumo


Um carste de uma região semi-árido no Brasil foi estudado com o objetivo de se conhecer as suas características hídrogeológicas. Foram utilizados isótopos ambientais, traçadores artificiais, sensores geofísicos, imagens de satélite e estudos hídrogeoquímícos, hídroclimáticos, piezométrícos, além de um modelo matemático de simulação. A transmissividade desse aqüífero varia muito: as áreas menos transmissoras têm valores da ordem de 5 m2/dia; áreas mais transmissoras podem atingir 500 m2/dia. A transmissividade média é de 40 m2/dia. A superfície piezométrica mostra duas elevações; uma ao norte, com gradiente da ordem de 0,002 a 0,004, e outra ao sul, com gradiente entre 0,003 a 0,005. Os menores gradientes são de aproximadamente 0,0004 e encontram-se na porção central da área. O estudo hídroquímíco mostrou que a condutividade elétrica varia com a lítologia do aqüifero e que os íons bicarbonato e cálcio são os que mais influenciam nesta variação. As pequenas quantidades de cloretos encontrados dependem das condições climáticas, e o sulfato e a dureza apresentam variação semelhante à condutividade elétrica. A concentração isotópica tem distribuição irregular, o que indica recarga e fluxo locais e pouca dispersão da água. A interpretação dos dados permitiu identificar zonas com condições hídrogeológicas favoráveis à explotação de águas subterrâneas.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.