CARACTERIZAÇÃO ESTATÍSTICA DE SEQÜÊNCIAS GREENSTONE UTILIZANDO DADOS MAGNÉTICOS E ESPECTOMÉTRICOS DE RAIOS-GAMA, ÁREA DE GUARINOS-PILAR DO SUL, BRASIL

AUGUSTO CÉSAR BITTENCOURT PIRES

Resumo


Diversos depósitos no mundo inteiro estão correlacionados a seqüências do tipo greenstone. No Brasil, essas seqüências apresentam ocorrências de ouro, prata, cobre, níquel, talco, ferro e manganês. A identificação dessas seqüências do tipo greenstone é, portanto, um passo importante na prospecção mineral. A aplicação de método estatístico de classificação de amostras, em dados aéreos magnéticos e gamaespectrométricos, da região de Guarinos-Pilar de Goiás, permitiu a identificação das principais feições geológicas. A interpretação integrada dos dados magnéticos e gamaespectrométricos produziu melhores resultados do que aqueles obtidos usando somente a informação espectrométrica. Os melhores resultados foram obtidos com a utilização das mudanças no padrão magnético, ao invés da intensidade do campo total, conjuntamente com os dados de gamaespectrometría. Com o uso de análise de agrupamentos do Modo-G foi possível identificar a sequência do tipo greenstone, pertencente ao Grupo Pilar de Goiás, e separar sua componente metassedimentar das metavulcânicas. Como as unidades da seqüência tipo greenstone apresentam-se mineralizadas em locais da região, o procedimento usado neste trabalho pode auxiliar a prospecção mineral, pelo estabelecimento de alvos prioritários.

Palavras-chave


Raios gama; Espectometria; Greenstone; Análise de grupos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.