GEOLOGIA DO QUATERNÁRIO COSTEIRO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

JOSÉ MARIA LANDIM DOMINGUEZ, ABÍLIO CARLOS DA SILVA PINTO BITTENCOURT, ZELINDA MARGARIDA DE ANDRADE NERY LEÃO, ANTÔNIO EXPEDITO GOMES DE AZEVEDO

Resumo


Este trabalho apresenta um mapa geológico dos depósitos quaternários que ocorrem ao longo da costa do Estado de Pernambuco. Esses depósitos compreendem: 1. dois conjuntos de terraços marinhos de idades pleistocênica (120.000 anos A.P.) e holocênica (5.000 anos A.P.); 2. depósitos paleolagunares (5.140-6.030 anos A.P.); 3. bancos de arenito e recifes de corais e de algas coralinas com idades entre 1.830 e 5.170 anos A.P.; e 4. depósitos aluviais, de pântanos e de mangues, todos de idade holocênica. A integração desse mapeamento com a já bem conhecida história das variações do nível relativo do mar na costa leste brasileira sugere que o modelo de evolução, já previamente publicado, para as regiões costeiras dos Estados de Alagoas, Sergipe, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo, é também válido para a costa do Estado de Pernambuco. Essa historia evolutiva mostra que a sedimentação ao longo da região costeira foi controlada funda- mentalmente pelas variações ocorridas no nível do mar durante o Quaternário. Dezoito novas datações pelo método do carbono 14, realizadas em depósitos paleolagunares, bancos de arenito, corais, algas coralinas e incrustações de vermetídeos, são também reportadas no presente trabalho.

Palavras-chave


Variações do nível do mar; Sedimentação costeira; Quaternário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.