NOVAS EVIDÊNCIAS DE TECTONISMO CENOZÓICO NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL: O GRÁBEN DE BARRA DE,SÃO JOÃO NA PLATAFORMA DE CABO FRIO, RJ

WEBSTER UEIPASS MOHRIAK, ANA ZÉLIA NUNES DE BARROS

Resumo


A porção oeste da Bacia de Campos, entre a linha da costa e a chameira que define o limite de deposição da seqüência pré-aptiana, corresponde a uma plataforma de menor subsidência relativa, onde sedimentos de idade terciária estão depositados diretamente sobre o embasamento raso. Nesta região, observa-se notável graben assimétrico entre Búzios e Macaé, com dimensões aproximadas de 20 km por 40 km, com o eixo maior orientado segundo a direção NE. A parte central deste graben ocorre a leste da Barra de São João, em batimetrias da ordem de 20 m a 50 m. A borda sul deste rombo-gráben apresenta-se controlada por falhamento normal antítétíco, com rejeito máximo da ordem de 500 m, ao nível do embasamento, e a seqüência sedimentar, que provavelmente atinge até o Eoceno, mostra basculamento decrescente em direção ao topo, sugerindo atividade tectônica diastròfica durante p Terciário. As características geológicas e geofísicas do graben de Barra de São João sugerem uma associação genética com as outras bacias sedimentares que ocorrem na região sudeste, notadamente as Bacias de Taubaté, Resende e Volta Redonda, para as quais uma provável época de formação no Eoceno ou Oligoceno Inferior tem sido interpretada a partir da determinação radiométrica da idade das lavas ankaramíticas intercaladas nos sedimentos da Bacia de Volta Redonda. A integração dos dados de geologia de superfície dessas bacias continentais, com as evidências de subsuperfície aqui apresentadas, permitirão, futuramente, a melhor compreensão da geometria crustal e a postulação de mecanismos geodinâmicos de formação dessas bacias sedimentares.

Palavras-chave


Tectonismo cenozdico; Barra de São João; Bacia de Campos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.