EVOLUÇÃO PETROLÓGICA E GEOQUÍMICA DO COMPLEXO DOM JARDIM, PERNAMBUCO

IGNEZ P. GUIMARÃES, ADEJARDO F. SILVA, Fº

Resumo


O Complexo Bom Jardim, de idade brasiliana (600 Ma), é constituído por intrusões múltiplas de composições sieníticas e monzoníticas, cortadas por granitos tardios. Foliação de baixo ângulo, dada pela orientação de minerais euedrais e subedrais, paralelas as falhas de empurrão regionais, parece indicar que o complexo representa intrusão relacionada à tectônica tangencial. A geoquímica dos elementos maiores e traços estabeleceu origem mantélica para os sienitos e monzonitos, enquanto os granitos parecem representar magmas gerados por fusão crustal. Fracionamento principalmente de anfibólio, biotita e feldspato alçai ino, e plagioclásio, em menor escala, foram os principais processos envolvidos na evolução da suíte sienito-monzonito. O enriquecimento em LILE, altas razões LILE/HFSE e baixa razão inicial Sr87/Sr86 + 0,70709, em comparação a granitóides de origem crustal, nos sienitos e monzonitos, são compatíveis com origem a partir da fusão parcial de manto metassomatizado, como ocorre em regiões acima de zonas de subducção.


Palavras-chave


Sienito; Shoshonito; Brasiliano; Manto metassomatizado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.