Late paleozoic faunal and floral successions in the Paraná Basin, Southeastern Brazil

Antonio Carlos Rocha-Campos, Oscar Rosler

Resumo


O presente trabalho inclue uma análise de distribuição e composição da megaflora e mega-fauna marinha (moluscos e braquiópodes) do Grupo Tubarão j tendo em vista o arcabouço bioestratigráfico (palinológico) disponível para o Paleozóico Superior da Bacia do Paraná, Brasil. A sequência estratigráfica examinada abrange, possivelmente, o intervalo Neocarbonífero-Eopermiano. A sucessão de megafloras do Grupo Tubarão inicia-se com assembléias contendo formas "nórdicas", passando a outras em que as glossopterídeas são mais frequentes, ou mesmo predominantes, na parte superior da sequência investigada. A megafauna de invertebrados marinhos, por sua vez, abrange, inicialmente, assembléias com proporção relativamente alta de formas cosmopolitas, associadas a gêneros gondvânicos, às quais se seguem assembléias de caráter mais tipicamente gondvânico. Analisam-se, ainda, criticamente, as evidências disponíveis para o reconhecimento do limite Carbonífero-Permiano no Brasil e América do Sul.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.