Assembléias de foraminíferos e os paleoambientes cenozóicos de Caravelas, Bahia, Brasil

Setembrino Petri, Elâene M Vieira

Resumo


São aqui estudadas 16 amostras de uma sondagem perfurada pela Petrobrás em Caravelas, Bahia. A analise paleontológica das assembléias de foraminíferos tiveram por finalidade a reconstrução dos paleoambientes e a partir destas reconstruções, chegar-se a um modelo das possíveis flutuações das antigas linhas da costa. Os parâmetros paleoecológicos foram: 1) Freqüência relativa de espécimes; 2) Dominância faunística e taxa dominantes; 3) diversidade específica; 4) Relação planctônicos/bentônicos; 5) Taxa característicos indicativos de certas condições ambientais; 6) Tamanho dos espécimes; 7) Curvas de sobrevivência; 8) Ornamentações e espessuras das testas; 9) Fragmentação das testas; 10) Outros organismos presentes; 11) Litologias; 12) Posições espaciais relativas das amostras. Propõe-se aqui quatro ingressões e regressões do mar durante o Cenozóico, no local onde foi perfurado o poço. Tais flutuações poderiam ser resultado de fatores tectónicos, eustáticos, ou puramente sedimentológicos. Não é possível chegar às causas reais com dados obtidos de uma única sondagem. Além disso, o poço não foi totalmente amostrado de modo a se ter o registro completo das flutuações. Este trabalho tem por escopo demonstrar as potencialidades dos métodos empregados, não se podendo ir além dado o número reduzido de material a disposição.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.