Studies of brazilian meteorites x, mineralogy and petrology of the Sete Lagoas, Minas Gerais, chondrite

C.B Gomes, K Keil

Resumo


O estudo microscópico e por microssonda eletrônica do condrito Sete Lagoas mostra que, com base na composição química da olivina (Fa19,4), do ortopiroxênio (Fs17,1) e da cromitaro meteorito enquadra-se perfeitamente no Grupo H. A textura condrítica bem desenvolvida, a presença de material vítreo (particularmente no interior dos côndrulos), aliadas às pequenas variações químicas dos minerais ferromagnesianos, são sugestivas de que o meteorito pertence à classe petrológica H4.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.