Expressão matemática da superposição seqüencial de deformações em duas dimensões

A. P Fiori

Resumo


Neste trabalho é apresentada, de maneira simplificada, a teoria da superposição bidimensional de deformação, do ponto de vista quantitativo. Quatro modelos básicos são enfocados: rotação, cisalhamento simples, cisalhamento puro e mudanças de área. Possivelmente, na natureza, as deformações resultam de combinação de dois ou mais desses modelos. Cada modelo é descrito por uma matriz, e as deformações superpostas são analisadas pela adequada multiplicação de matrizes. O estado finito de deformação de uma rocha é descrito pela matriz de deformação total, e a partir desta, diversas equações úteis em geologia são obtidas, como a equação da elipse, variações no comprimento de ângulos e linhas, orientação, rotação e magnitude dos eixos principais, e razão de deformação. A aplicação dessas equações depende de dados que podem ser obtidos diretamente no campo, em amostras, em mapas e em perfis geológicos, podendo ser usadas para a previsão do estado finito de deformação a partir de um estado inicial indeformado, ou para o restabelecimento do estado inicial a partir do estado deformado final.

Palavras-chave


deformação;modelagem matemática;geologia estrutural

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-8986.v25i0p1-16

Apontamentos

  • Não há apontamentos.