Estruturação geológica da região da Serra do Juqueriquerê, São Sebastião, SP

G. A. C Campanha, H. H Ens

Resumo


O embasamento cristalino na região da serra do Juqueriquerê, São Sebastião, SP, é constituído de rochas para e ortoderivadas de médio e alto grau metamórfico, e rochas granitóides deformadas em intensidades variáveis. Na porção NW ocorrem rochas granitóides gnaissifícadas (Granito Pico do Papagaio) e ao sul, separado pela zona de cisalhamento do Camburu, um conjunto de rochas predominantemente paraderivadas migmatizadas, com importante contribuição de rochas metabasíticas. A estruturação geral da área mostra uma disposição em leque da foliação (xistosidade, bandamento gnáissico, foliação milonítica) em torno da Falha do Camburu. Esta caracteriza-se como uma zona de cisalhamento dúctil com movimentação transcorrente destral. Para norte e para sul, a foliação torna-se gradativamente menos inclinada, mostrando faixas de cisalhamento dúctil localizadas, com movimentação oblíqua ou de empurrão, e sentidos de deslocamento opostos, para norte no bloco norte, e para sul no bloco sul. Essa disposição em leque das estruturas em torno da Falha do Camburu, com a ocorrência de empurrões divergentes nos blocos norte e sul, sugere um caráter transpressivo para a deformação dúctil que ocorreu na área, provavelmente entre o final do Neoproterozóico e o início do Paleozóico.

Palavras-chave


transpressão;zonas de cisalhamento;deformação dúctil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-8986.v27i0p41-49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.