Análise Regional para Implantação de Aterro Sanitário Utilizando Software Livre

Carina Barbosa Colman, Diego Lanza Lima, Normandes Matos da Silva, Antonio Conceição Paranhos Filho

Resumo


Áreas com aptidão para implantação de aterro sanitário na região Sul do Estado de Mato Grosso do Sul, foram identificadas por meio de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) utilizando análise multicritério. Atribuíram-se pesos diferenciados para a determinação de áreas consideradas com ou sem restrição para instalação do referido aterro. As classes mais propícias para a instalação do aterro apresentam as maiores áreas (220.800 hectares), representando 78% da área de estudo, nos municípios de Tacuru e Iguatemi. As classes com maior restrição apresentaram-se pouco representativas na área estudada, cabendo ao município de Coronel Sapucaia, o maior quantitativo com cerca de 47 hectares.  Fez-se aqui uma primeira aproximação desse tipo de estudo, pois a inclusão de outras variáveis de ordem socioambiental (opinião dos moradores locais,e normas como o Código Florestal e Zoneamento Ecológico Econômico), pode implicar em mais restrições e potencialidades para a localização desse tipo de empreendimento.

Palavras-chave


Geotecnologias; Planejamento ambiental; Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2016_3_98_104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank